Google+ Cinema e Mídia: Bad Boy Bubby

Social Icons

twitterfacebookgoogle plusrss feedemail

quarta-feira, janeiro 31, 2007

Bad Boy Bubby

O fato de um filme ser independente pra alguns já é ser bom. Eu não me enquadro neste caso. Mas é fato que normalmente os filmes independentes bons superam os melhores à la Hollywood. Bad Boy Bubby se enquadra neste caso. Filme australiano (na Austrália saem boas histórias, vale a pena ver A Prova) de 1993 trata da história de Bubby (Nick Hope) que viveu trancado em casa até os seus 35 anos. Vivia como criança mas mantinha uma relação incestuosa com a mãe. Quando seu pai retorna ele acaba tendo que ir conhecer o mundo. Se o filme já estava estranho (no bom sentido) aí é que pira de vez. Em sua jornada na cidade grande ele encontra vários tipos pouco usuais no cinema: da assistente social, da coroa rica e de uma abilolada banda de rock. Alguns podem achar caricatos, outros exarcebados, eu os achei possíveis.

O que vai se desenrolando na história é sobre os conflitos morais da vida moderna, sob a ótica de uma criança em corpo de adulto. Indigesto em alguns momentos, angustiantes em outros, o diretor e roteirista Rolf de Heer consegue dar um final lúdico a história, que eu não concordei logo de início. Mas bem que Bubby merecia.

Nota 08

4 comentários:

tritao.y@ig.com.br disse...

É muito legal conhecer alguém que tenha assistido a esse filme!
Para mim, ele consegue unir o grotesco ao terno, o personagem é pura poesia ( não no senso comum do termo, há muito de Augusto dos Anjos ali...)
A cena em que ele chora, lamentando o amor impossível da garota deficiente é sublime.
Eu vejo uma intertextualidade com "O enigma de Kaspar Hauser", vc já assistiu?
Gostaria de aproveitar para perguntar como eu poderia conseguir uma cópia legendada de Bad Boy Bubby, pois a locadora onde eu o achei o vendeu junto com os outros VHS!Só localizo dvds sem legenda e muito caros.
Obrigada!

André Alves disse...

Olá, então. Eu não vi o Enigma de Kasper Hauser, mas vou procurar em locadoras.

Eu tenho uma cópia e posso ver se alguém reproduz se vc tiver interessada.

André

naninhamil disse...

Olá..assisti esse filme também, por acaso, estava viajando pra Buenos Aires e numa madrugada, estava passando o tal Bubby..só que não consegui ver o final do filme..e isso me deixou intrigada! Será que alguém tem alguma cópia do dvd que possa me emprestar???
Seria de grande valia!
Desde já , obrigada1
Alessandra

André Alves disse...

Olá Alessandra,
empresto sim. Vc mora em Cuiabá?

 
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.