Google+ Cinema e Mídia: Legião

Social Icons

twitterfacebookgoogle plusrss feedemail

quarta-feira, junho 09, 2010

Legião

145446 Antes de afirmar o que vou dizer a seguir, chequei primeiro. Sim, Legião é o filme mais besta que vi este ano, ainda que por puro prazer sádico já tenha visto várias bombas este ano.

Besta porque quer ser levado a sério numa história que reúne Paul Bettany, Tyrese Gibson e Dennis Quaid. Com essa trindade (não resisti o trocadilho) era de se esperar pelo menos um filme com promessa de blockbuster, o que podemos traduzir como tendo pelo menos uma boa produção.

Mas nem de longe é isso… A história é a seguinte: sem explicar direito Deus cansou da humanidade e mandou os anjos detonarem os humanos. Mas aí o arcanjo Miguel (Bettany) resolveu desobedecer o todo-poderoso porque queria salvar o bebê de uma garçonete solteira que iria nascer nos próximos dias. Por que esse bebê? Não tenho coragem de dizer por ser mais ridículo do que já foi dito acima.

Mas soma-se a isso a total falta de criatividade do roteiro e direção. 1) 99% da trama se passa na lanchonete lá da futura mamãe que o Dennis Quaid é o dono.

2) Os anjos vem a Terra de uma forma muito semelhantes aos robos viajam no tempo na série O Exterminador do Futuro.

3) Os humanos são “possuídos” pelos anjos e agem como zumbis

4) o momento em que são possuídos é muito semelhante a quando o Agente Smith cria cópia de si mesmo em Matrix Reloaded

5) o campo de batalha, a lanchonete, é tão, mais tão batida que pelo menos poderia ter sido um lugarzinho um pouco melhor como em O Nevoeiro (que se passa num mercado) ou Madrugada dos Mortos (que se passa num shopping center).

Assistir ao filme é um insulto a inteligência. Ainda bem que o Brasil teve um pouco mais de sorte e o filme foi lançado diretamente em DVD.

Nota -1

7 comentários:

Deroní Mendes disse...

Meu amor, atendeu meu pedido. Tava com muitas saudade de ver você escrever sobre cinema. É muito gostoso ver e ler. Melhor ainda pois são filmes que assitimos juntinhos...

É claro que gosto dos artigos socioambientais, mas sinto saudades do cinema aqui.


O Filminho é ruinzinho, mesmo. Até eu que não sou tão exigente com os filmes achei muito tosco. A melhor parte do filme foi a velhinha na lanchonete. rsrsrs.

Mas, também aho que enjoei de zumbis... rsrsrsr

Bjus, sua De.
PS: Mais cinemas, Please!!!

Andre Alves disse...

Obrigado meu amor. vc tem me incentivado a escrever e comentar, mesmo os filminhos ruins...

Que bom ver que gosta e também quero mais cinema, claro...

Qual nós vamos ver?

Gi disse...

bah, esse eu nem acredito que eu vi. curti a cena da velhinha pirada, mas ri muito durante vários momentos.

Deroní Mendes disse...

Oi Meu amor,

Não há porque me agradecer. Gostaria de comentar mais vezes. Mas penso que não entendo quase nada de cinema. Ou seja, não estou a altura de tecer comentário. Mas adoro assitir os filmes com vc e ler o que você escreve sobre.

bjus, Sua Flor do Guaporé

Deroní Mendes disse...

Meu amor...

Qualquer filme, desde que seja com você é o melhor programa.

Mas podemos iniciar com a outra temporada de Dexter. evamos alternando com os filmes que tem aqui e ainda não vimos e um cineminha no shopping. O que acha?

bjus, sua Flor do Guaporé

Andre Alves disse...

Humm, Dê
Então vamos começar a ver a segnda emporada de Dexter e voltar a ir no cinema. tá dificil, eu sei, mas vamos tentar... tá com uns filmes legais parece... Não tem nenhum de zumbi

Andre Alves disse...

Pois é, Gi
Se o filme tivesse sido promovido como comédia, talvez fizesse mais sucesso

 
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.