Google+ Cinema e Mídia: Indicados ao Oscar 2012

Social Icons

twitterfacebookgoogle plusrss feedemail

terça-feira, janeiro 24, 2012

Indicados ao Oscar 2012

Saiu hoje, 24/01, a lista dos indicados ao Oscar 2012.

Os dois grandes favoritos são  O Artista e A invenção de Hugo Cabret.

Mas este ano pode ser a redenção da academia a George Clooney, que concorre como melhor ator por Os Descendentes e melhor roteiro adaptado por Tudo pelo Poder.

Até aqui a única decepção e não ver Rio entre os melhores longa de animação, que tem o fraco Kung Fu Panda 2 entre os indicados.

A cerimônia de premiação acontece dia 26 de fevereiro em Los Angeles


Melhor filme
“Cavalo de guerra”
“O artista”
“O homem que mudou o jogo”
“Os descendentes”
“A árvore da vida”
“Meia-noite em Paris”
“Histórias cruzadas”
“A invenção de Hugo Cabret”
“Tão forte e tão perto”

Atriz coadjuvante
Berenice Bejo, “O artista”
Jessica Chastain, “Histórias cruzadas”
Melissa McCarthy, “Missão madrinha de casamento”
Janet McTeer, “Albert Nobbs”
Octavia Spencer, “O artista”

Ator coadjuvante
Kenneth Branagh, “Sete dias com Marilyn”
Jonah Hill, “O homem que mudou o jogo”
Nick Nolte, “Guerreiro”
Christopher Plummer, “Toda forma de amor”
Max von Sydow, “Tão forte e tão perto”

Melhor atriz
Glenn Close, “Albert Nobbs”
Rooney Mara, “Os homens que não amavam as mulheres”
Viola Davis, “Histórias cruzadas”
Meryl Streep, “A Dama de Ferro”
Michelle Williams, “Sete dias com Marilyn”

Melhor ator
Demian Bichir, “A better life”
George Clooney, “Os descendentes”
Jean Dujardin, “O artista”
Gary Oldman, “O espião que sabia demais”
Brad Pitt, “O homem que mudou o jogo”

Melhor diretor
Michel Hazanivicus, “O artista”
Alexander Payne, “Os descendentes”
Martin Scorsese, “A invenção de Hugo Cabret”
Woody Allen, “Meia-noite em Paris”
Terrence Malick, “A árvore da vida”

Melhor roteiro original
Michel Hazanivicius, “O artista”
Kristen Wiig e Annie Mumulo, “Missão madrinha de casamento”
Woody Allen, “Meia-noite em Paris”
J.C. Chandor, “Margin Call”
Asghar Farhadi, “A separação”

Melhor roteiro adaptado
Alexander Payne, Nat Faxon e Jim Rash, “Os descendentes”
John Logan, “A invenção de Hugo Cabret”
George Clooney, Beau Willimon e Grant Heslov, “Tudo pelo poder”
Steven Zaillian, Aaron Sorkin e Stan Chervin, “O homem que mudou o jogo”
Bridget O'Connor e Peter Straughan, “O espião que sabia demais”

Melhor filme de língua estrangeira
“Bullhead”, Bélgica
“Footnote”, Israel
“In Darkness”, Polônia
“Monsier Lazhar”, Canadá
“A separação”, Irã

Melhor filme de animação
“Um gato em Paris”
“Chico & Rita”
“Kung Fu Panda 2”
“Gato de Botas”
“Rango”

Direção de arte
“O artista”
“Harry Potter a as Relíquias da Morte - Parte 2”
“A invenção de Hugo Cabret”
“Meia-noite em Paris”
“Cavalo de guerra”

Fotografia
“O artista”
“O homem que não amava as mulheres”
“A invenção de Hugo Cabret”
“A árvore da vida”
“Cavalo de guerra”

Figurino
“Anônimo”
“O artista”
“A invenção de Hugo Cabret”
“Jane Eyre”
“W.E. - O romance do século”

Documentário
“Hell and Back Again”
“If a Tree Falls: A Story of the Earth Liberation Front”
“Paradise Lost 3: Purgatory”
“Pina”
“Undefeated”

Curta-metragem documentário
“The Barber of Birmingham: Foot Soldier of the Civil Rights Movement”
“God Is the Bigger Elvis”
“Incident in New Baghdad”
“Saving Face”
“The Tsunami and the Cherry Blossom”

Montagem
Anne-Sophie Bion e Michel Hazanavicius, “O artista”
Kevin Tent, “Os descendentes”
Kirk Baxter e Angus Wall, “O homem que não amava as mulheres”
Thelma Schoonmaker, “A invenção de Hugo Cabret”
Christopher Tellefsen, “O homem que mudou o jogo”

Maquiagem
Martial Corneville, Lynn Johnston e Matthew W. Mungle, “Albert Nobbs”
Edouard F. Henriques, Gregory Funk e Yolanda Toussieng, “Harry Potter e as Relíquias da Morte - Parte 2”
Mark Coulier e J. Roy Helland, “A Dama de Ferro”

Trilha sonora original
John Williams, “As aventuras de Tintim”
Ludovic Bource, “O artista”
Howard Shore, ““A invenção de Hugo Cabret”
Alberto Iglesias, “O espião que sabia demais”
John Williams, “Cavalo de guerra”

Canção original
"Man or Muppet" de “Os Muppets”, Bret McKenzie
"Real in Rio" de “Rio”, Sergio Mendes, Carlinhos Brown e Siedah Garrett

Edição de som
“Drive”
“O homem que não amava as mulheres”
“Transformers: O lado oculto da lua”
“Cavalo de guerra”

Mixagem de som
“O homem que não amava as mulheres”
“A invenção de Hugo Cabret”
“O homem que mudou o jogo”
“Transformers: O lado oculto da lua”

Efeitos visuais
“Harry Potter e as Relíquias da Morte - Parte 2”
“A invenção de Hugo Cabret”
“Gigantes de aço”
“O Planeta dos Macados: A origem”
“Transformers: O lado oculto da lua”

Curta-metragem de animação
“Dimanche/Sunday”
“The Fantastic Flying Books of Mr. Morris Lessmore”
“La Luna”
“A Morning Stroll”
“Wild Life”

Curta-metragem
“Pentecost”
“Raju”
“The Shore”
“Time Freak”
“Tuba Atlantic”


8 comentários:

David C. disse...

Hago fuerzas para que gane Medianoche en Paris y Woody Allen.

Andre Alves disse...

Salve, David
Eu também torço por Woody Allen, mas, infelizmente, não creio que tenha muitas chances. Melhor roteiro é sua melhor chance

Anônimo disse...

kung fu panda 2 e fraco rio e melhor pqp vc não entedi merda nenhuma de cinema

não e so por que rio se passa no brasil que vc prescisa fingir que gostou adimitamos que o filme e ruim e bobo

kung fu panda 2 e muito melhor foi indicado a todos os premios e foi sucesso de publico e critica

Andre Alves disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Andre Alves disse...

Prezado anômimo, se você acha que kung fu panda não é fraco é porque vc não entende bulhufas de cinema ou ainda não chegou à puberdade.
Eu não preciso fingir que gostei de nada, ao contrário de vc que parece que gostou do panda porque foi indicado a "todos os prêmios" (sic!) e sucesso de crítica.
Queria lembrar que ambos foram sucessos de crítica (olhe os links abaixo, mas pode procurar outras fontes também).
Fico imaginando o tamanho da bobagem que alguém que não me conhece dizer que "finjo que gostei do Rio" porque se passa no Brasil.
Se me conhecesse ou lesse meu blog saberia que não gostei tanto assim do Rio, apenas que é melhor que o FRACO Kung Fu Panda. O fato de ele ser no Rio foi o que menos gostei por que um diretor brasileiro estereotipar o Brasil é inaceitável. Mas o pandinha consegue ser ainda mais ralé.

Entendeu agora, anônimo imberbe e impúbere?

http://g1.globo.com/pop-arte/noticia/2011/04/filme-rio-segue-em-1-lugar-nas-bilheterias-norte-americanas1.html

http://cinema.uol.com.br/ultnot/2011/06/16/kung-fu-panda-2-fica-em-primeiro-lugar-nas-bilheterias-mundiais.jhtm

Anônimo disse...

Kung Fu Panda não e fraco tem piadas engraçadas tanto pra criança e pra adulto
tem um drama legal nada forçado
tem personagens carismaticos

já rio so tem piada pra criança drama bobo, personagens principais e coadjuvantes sem carisma

Pra você Kung Fu Panda pode ser fraco mais pra mim e muita gente de 10,20,30,40,50,60,70,80,90 anos não é,ta legal se todo mundo achasse ele fraco ele não receberia notas tão altas de criticos que tem mais de 30,40,50 anos

Andre Alves disse...

Bom minha mãe já dizia que quem brinca com criança pode acabar mijado. kung fu panda tem umas piadas legais e muita gente de todas as idades gostou. Mas esse argumento se aplica a quase qualquer filme, inclusive Rio.

Mas assim, meu jovem imberbe, fique com sua opinião que eu fico com a minha. você não é obrigado a concordar.
Pra mim, o que vai importar é se no final do mês Rango ganhar o Oscar porque este sim é melhor que o Panda e a ararinha juntos.

Valeu?

Anônimo disse...

pode apagar os meus comentarios
agora so me explica o que significa
''quem brinca com criança pode acabar mijado''

 
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.